Noriel Vilela de Arantes “Nono” o apelido da infância difícil vivido no bairro carioca de Lins de Vasconcelos onde nasceu soltou pipa brigou muito e chutou bola de meia.
E enquanto Noriel crescia ate um metro e oitenta sua voz descia ate um fá profundo e aveludado que ecoava nas serestas de sábado à noite e nas festinhas eventuais.
O torneiro mecânico ficou conhecido quando participou do grupo “Os cantores de Ébano”. Em 1968 gravou seu único Lp “Eis o Ôme” pela Copacabana e um compacto do mesmo disco com as musicas “So o Ome lado A e Peço licença lado B”

“Um dos grandes sucessos de Vilela foi a canção “Dezesseis Toneladas”, uma versão para o português de um clássico norte-americano do pop-country-folk dos anos 1940, “Sixteen Tons”, de Ernie Ford e Merle Travis. A banda paulista Funk Como Le Gusta re-gravou a versão de Vilela, tentando até mesmo reproduzir sua voz grave, no álbum Roda de Funk.

Vilela goza atualmente de um revival cult entre os admiradores do sambalanço e seu nome é facilmente encontrável nas redes de compartilhamento de arquivos da Internet.
Mas aqui no ARQUIVO você encontra essa reunião de compactos raríssimos do mestre!
Noriel Vilela – Compactos 1972-74 assim que conseguirmos os compactos postaremos aqui a imagem já que as musicas já estão postado

A1 – So o Ome 1968
B1 – Peço licença 1968

Link do Arquivo

A1 – 16 Toneladas 1971
B2 – Todo Enrolado 1971

03 – Ta Com Medo, Diz
04 – Vida Atrapalhada
05 – Je Suis la Maria
06 – Gira

Link do Arquivo