>
O Bebop representa uma das correntes mais influentes do Jazz. Seu nome provém da onomatopéia feita ao imitar o som das centenas de martelos que batiam no metal na construção das ferrovias americanas, gerando uma “melodia” cheia de pequenas notas. Segundo alguns jazzistas, as melodias ágeis e velozes do seu estilo musical se assemelhavam ao som produzido pelos martelos nas obras das ferrovias.

O Bebop privilegia os pequenos conjuntos, como os trios, os quartetos e os solistas de grande virtuosismo. Talvez o elemento que sofreu a maior modificação dentro da revolução bebop tenha sido o ritmo, com a proliferação de síncopas e de figuras rítmicas complexas. O fraseado é flexível, nervoso, cheio de saltos que exigem uma técnica instrumental muito desenvolvida. Além dos fundadores Charlie Parker e Dizzy Gillespie, encontramos entre os expoentes do bebop os músicos que se encontravam regularmente no “Minton’s Playhouse”, clube localizado em um bairro de Manhattan em Nova York chamado “Harlem” e na 52nd Street, como o pianista Thelonious Monk, Miles Davis e John Coltrane, os bateristas Kenny Clarke e Max Roach e o guitarrista Charlie Christian; e também o vibrafonista Milt Jackson, o pianista Bud Powell e o trombonista J. J. Johnson.
Deste disco do ano de 1957 destacamos a musica “Just Boppin’”, anotem este nome

A1 Walkin’ the Bop
A2 The Drop
A3 Just Boppin’
A4 Doin’ the Twister
A5 The Flea Hop
A6 Cross Over
B1 Walkin’ the Bop Again
B2 Swingin’ the Bop
B3 Hand Around
B4 Play a Guitar Solo
B5 The Spinner
B6 Honky-Tonk Rock-Around

Link do Arquivo