>
O trabalho deste nosso segundo LP foi uma beleza, outra vez nossos amigos pagodeiros, sambistas, boêmio, compositores e músicos compareceram essa força total.
Obrigado Ivan Paulo, Gracia do Salgueiro, Wilson de Assis, Beto sem braço, Aloísio Machado, Gracinha, Waldomiro, Gabriel e Ramos.
Aos irmãos Jorge Crioulo Doido e Gaguinho, fizemos o possível atravéz de recursos, argumentos e etc… mas a pesada tesoura do sensor não se sensibilizou.
Lamentamos a ausência de suas musicas neste LP.
Tudo bem, vamos em frente que o samba é nosso.
Texto extraído da contra capa deste LP

Comentar o que sobre este disco depois da apresentação dos nomes que participaram neste disco, simplesmente sem comentários, apenas podemos dizer que ao escutarmos este disco é sintomático que deixemos de lado o ímpeto de sempre buscarmos a batida de marcação do sambarock e dizer sem medo de errar que este disco e a mais pura tradução do Samba de Partido Alto do inicio ao fim misturado ao samba de gafieira que é uma das bases de marcação do sambarock.
E digo isto mesmo tendo curtido nas pistas e na discotecagem dos bailes as musicas “O esculacho e Lembrando a terra boa (São José do Ribamar)”.

Lado A
1 A taxa
2 O esculacho
3 Lembrando a terra boa (São José do Ribamar)
4 Família de vocês
5 Bilhete

Lado B
6 Que onda que te levou
7 Raiva de tudo
8 Aqui se faz, aqui se paga
9 Fim de reinado
10 Chuva de amor

Link do Arquivo

E fica aqui o pedido para que se alguém tiver mais informação sobre as musicas deste disco que foram censuradas pela ditadura e queira enriquecer este texto com estas informações fique a vontade.