Tente enrolar seu professor
O conto da Ilha desconhecida – Jose Saramago 

O Texto a seguir foi redigido por um aluno de Letras em atividade valendo (4,0) N2 e transcrito na integra mantendo fiel a escrita do mesmo, portanto qualquer erro Ortográfico não é erro de digitação.
Obs: temos autorização do próprio criador para publicar! Não revelaremos a identidade em forma de preservar a genialidade de uma pensador.
Atividade: Verificação de Leitura
Pergunta: Faça um texto em que haja asíntese do conto juntamente com comentários, demostrando aquilo que foi entendido.

Síntese: ( ou Asíntese )

Essa história foi passada também na época passada,(
redundância mais que louvável, como poderíamos entender, já que existiram varias épocas passadas ) Saramago foi um cara árduo, forte, como naquela época era bem difícil as coisas ainda tinham como resolver tudo e mais um pouco. Ainda sim era difícil pois tinham ainda violência e muito mais coisas. (ate aonde eu seu ele foi um escritor, argumentista, jornalista, dramaturgo, contista, romancista e poeta português )
Nesse texto ainda sim com todo esse medo como na época velha todas as pessoas se vestiam de uma forma mais aconchegante realista e difundista. (
Vamos imaginar que se trata da época imperial, e usar espartilhos esmagadores e capotes, batas e botas e perucas, deveria ser mesmo super confortável. No quesito Nova Ortografia eu tentei, mas nenhum professor como o Aurélio me definiu “Difundista”, alguém pode me ajudar? )
A síntese do contexto foi como aquilo era dito, (
? o que foi dito? ) a forma que era dito apesar das palavras serem confusas ainda que tudo que queriam era falarem certos. ( ah, agora entendi, era tudo confuso, por isso a síntese do contexto )
As pessoas difundiam (
acho que é pretérito mais que perfeito, mas sei que é sinônimo de difundir ) as coisas entre si em ias alguém ( agora ficou mais claro, ainda bem que era difundido sobre as “coisas” ? ) todo mundo falava errado, tinham como base muitas histórias contos e muitas outras coisas. ( de novo a clareza rompe este parágrafo, “As coisas” )
Contendo muitas variações de texto pra outro e com tudo mais indo diretamente ao contexto interno da coisa. (
essa é genial, eu fiquei de boca aberta, vou usá-la sempre, devemos usar em qualquer pergunta, serve universalmente para qualquer resposta )
Nessa fase com tudo isso à vista todos avisam que foram doutorados com base à todas às análises feitas como em todo mundo. (
? )
Saramago era guerreiro, lutador e arrogante no ponto mais de um guerreiro e lutador. (
continuo tendo certeza que foi um escritor e jornalista que infelizmente faleceu em 2010 )
Esse conto nos tráz diferenças diferenças sociais (
acho que pensou duas vezes ) e materiais com tudo nisso baseado naquilo que foi dito em todas as análises. ( muito claro )
Apesar de tudo isso em forma baseada e detalhada do texto chegamos à  uma conclusão que foi dita adiante e apesar de tudo brilhante a forma como ele lutou e lutarà. (
já chegamos a conclusão, vamos ler adiante )
As palavras ditas ali foram uma escrita brilhante e perfeita e como em todas as palavras, lutou e ficou como e todas as bases geográficas e absolutas em sínteses fantásticas. ( “
bases geográficas e absolutas”……… bravo! Que lindo….  conclusivo ao extremo, pura clareza )
Esse conto foi baseado em história bem antiga e feita de um jeito calmo e completamente dilateroso em jeito bem amplo e honesto. (
Dilateroso………  o que será que ele quis dizer aqui? )
Nisso tudo dito em bases como em base (
de novo um pensamento duplo ) de muitos outros lugares e pessoas dilaceradas (Rasgar, cortar em pedaços com violência; lacerar, retalhar, espedaçar ou despedaçar. Que tristeza, mas entendo que nesta época as pessoas eram dilaceradas ) na época, e em diversos atores, ( atores???? ) Saramago foi realmente bravo. ( bravissimo )